obrigado1
 
 
QUEM SOMOS | COMO ANUNCIAR | FALE CONOSCO
Destaque: 23/09 |
NOTÍCIAS
 
Obra de Débora Ventura inspira prato culinário em Paraty
Cultura - 04/07/2015

A poeta mocoquense, ex-vereadora e membro do Grupo Início, Débora Ventura, lançou nesta quarta-feira, 1º, na Câmara de Vereadores de Paraty/RJ, no Circuito Off Flip das Letras, o seu primeiro livro, “A Navegante”.

Na quinta-feira, 2, na Camoka Botequim, em Paraty, a poeta mocoquense participou de mesa redonda sobre poesia ao lado de Tatiana Rihan, Marcos Nascimento, Cris Martins, Ronaldo Werneck, Paulinho Paraná, Ronaldo do Campinho e Nelson Maca.

Já na sexta-feira, 3, no La Luna, em Paraty, a obra da poeta Débora Ventura (“A Navegante”) inspirou e virou prato culinário no VI Circuito Pratos Literários da Gastronomia Sustentável de Paraty, que tem como objetivo homenagear autores e divulgar os restaurantes que adotam a gastronomia sustentável da cidade litorânea (vieiras, farinha, cachaça, queijos, palmitos, dentre outros).

Os poetas Antonio Ventura e Toninho Ventura também participam do evento com suas obras, “O Guardador de Abismos”, “O Catador de Palavras” e “Toninho, o Poeta A-Ventura”, respectivamente, lançadas no ano passado no evento.

Todos os eventos integram a programação da Off Flip das Letras, circuito cultural paralelo da Feira Literária Internacional de Paraty, que acontece entre 1º e 5 de julho.

Sobre “A Navegante” – Publicado pela Topbooks, “A Navegante” é o livro de estreia de Débora Ventura e reúne 40 poemas escritos pela poeta mocoquense entre os anos 2000 e 2014.

A obra tem prefácio do poeta, crítico literário e membro da Academia Brasileira de Letras, Antonio Carlos Secchin (“Trata-se de um lirismo de entretons, avesso à grandiloquência, e que na contenção discursiva e na melancolia do desalento produz seus melhores frutos”), posfácio do professor Marcos Pasche, mestre em literatura brasileira pela UFRJ (“os versos simples e claros, que proporcionam leitura fluida e penetrante, contrastam com a atmosfera que formulam, marcada pelo que passou e ainda permanece, feito lâmina e sombra, na pele e na memória”) e apresentação do poeta e membro da Academia Brasileira de Letras, Carlos Nejar (“pega as coisas pela mão da palavra, como a poesia quer. (...) Não pensa o verso; o verso é que a pensa”).

A capa do livro é da artista plástica Tânia Jorge e os poemas foram ilustrados pelo artista plástico goiano, Marcos Irine.

 

Leia também:

http://mococa24horas.com.br/noticias/det/1391/poesia-de-antonio-debora-e-toninho-ventura-e-atracao-na-feira-do-livro-de-ribeirao-preto

 

 

http://mococa24horas.com.br/noticias/det/1271/debora-ventura-lanca-primeiro-livro-no-rio-de-janeiro

 

 

 

(Fotos: divulgação)

 

Este site foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada.

Permitida a reprodução apenas se citadas a fonte e autoria: www.mococa24horas.com.br

 
 
 Voltar  Topo  Imprimir
 
 
classificados2 institucional
CLASSIFICADOS
DINHEIRO
HUMOR
BLOG