obrigado1
 
 
QUEM SOMOS | COMO ANUNCIAR | FALE CONOSCO
Destaque: 26/07 |
NOTÍCIAS
 
Último lote do IR injeta R$ 16,2 mi em Mococa e região
Região - 15/12/2016

A Receita Federal depositou nesta quinta-feira, 15, o sétimo e último lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física 2016 (ano calendário 2015) e lotes residuais dos exercícios de 2008 (ano calendário 2007), de 2009 (ano calendário 2008), de 2010 (ano calendário 2009), de 2011 (ano calendário 2010), de 2012 (ano calendário 2011), de 2013 (ano calendário 2012), de 2014 (ano calendário 2013), e de 2015 (ano calendário 2014). 

O montante a ser depositado injetou R$ 16.211.626,05 na economia de Mococa, São José do Rio Pardo, São João da Boa Vista, Casa Branca e de mais 30 cidades abrangidas pela Delegacia da Receita Federal em Limeira, beneficiando mais de 14 mil contribuintes.

O lote com mais restituições é do imposto de renda pessoa física 2016 (ano calendário 2015), que contempla 13.180 contribuintes e um total de R$ 15.132.577,23.

Serviço - Para conferir se a sua declaração foi liberada neste 7º e último lote basta acessar a Internet (http://idg.receita.fazenda.gov.br) ou ligar para 146 - Receitafone. Se você estiver neste lote e o valor não foi creditado, a Receita Federal salienta que “o contribuinte poderá contatar pessoalmente qualquer agência do BB ou ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.”

“A Receita disponibiliza, ainda, aplicativo para tablets e smartphones que facilita consulta às declarações do IRPF e situação cadastral no CPF. Com ele será possível consultar diretamente nas bases da Receita Federal informações sobre liberação das restituições do IRPF e a situação cadastral de uma inscrição no CPF. Na consulta à página da Receita, serviço e-CAC, é possível acessar o extrato da declaração e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento. Nesta hipótese, o contribuinte pode avaliar as inconsistências e fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora”, informa o órgão.

“A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la por meio da Internet, mediante o Formulário Eletrônico - Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF”, completa.

 

 

 

 

(Foto ilustrativa: reprodução)

 

 

Este site foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada.

Permitida a reprodução apenas se citadas a fonte e autoria: www.mococa24horas.com.br

 
 
 Voltar  Topo  Imprimir
 
 
classificados2 institucional
CLASSIFICADOS
DINHEIRO
HUMOR
BLOG