obrigado1
 
 
QUEM SOMOS | COMO ANUNCIAR | FALE CONOSCO
Destaque: 27/04 |
NOTÍCIAS
 
Conta de luz sobe em Mococa e região, de novo
Cidade - 08/03/2015

Desde segunda-feira, 2, a conta de energia elétrica dos consumidores de Mococa; Arceburgo, Monte Santo de Minas e Itamogi/MG está 16,2% mais cara. A Agência Nacional de Energia Elétrica, a Aneel, autorizou na sexta-feira, 27, Revisão Tarifária Extraordinária, a CDE, de 58 concessionárias de distribuição, entre elas a da CPFL Mococa.

Segundo a Aneel, “O efeito médio a ser percebido pelos consumidores, ponderado pela receita das distribuidoras, é de 23,4% e os novos índices valem a partir desta segunda-feira, 2/3”.

O aumento explicado - “A metodologia empregada na RTE foi discutida por meio da Audiência Pública 7/2015 e tem por objetivo reposicionar os dois itens em que havia maior distanciamento entre os custos efetivos e a cobertura tarifária: a CDE e os custos com compra de energia. Com relação à CDE, houve elevação substancial da cota (de R$ 1,7 bilhão em 2014 para R$ 22,06 bilhões em 2015), o que motivou a necessidade de reconhecer a cobertura tarifária compatível com as cotas homologadas.

Outro fator que contribuiu para elevação dos custos com compra de energia foi o resultado do último leilão de ajuste. Esse leilão contribuiu para reduzir a exposição das distribuidoras, mas o custo médio da contratação foi superior ao preço médio de compra de energia definido nos reajustes de 2014. Ainda na compra de energia, os contratos por disponibilidade (térmicas, principalmente) foram dimensionados para um cenário favorável de geração, ou seja, um cenário no qual a bandeira tarifária é verde. Caso o cenário real seja menos favorável, os custos adicionais são cobertos pelo mecanismo de bandeiras e não pelas tarifas da RTE”, informa o órgão ao mococa24horas.com.br

 Mais aumento na bandeira vermelha em março – Além do aumento da tarifa, os consumidores de Mococa, Monte Santo de Minas, Arceburgo e Itamogi terão um acréscimo de R$ 5,50 em suas contas a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos, já que a bandeira tarifária para este mês é a vermelha.

“Pelo sistema de bandeiras tarifárias, que começa a valer este ano, as cores verde, amarela e vermelha indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração de eletricidade. Assim, o consumidor poderá identificar qual bandeira do mês e reagir a essa sinalização com o uso consciente da energia elétrica, sem desperdício” informa em nota a Aneel. “Para facilitar essa compreensão, 2013 e 2014 foram anos testes. Em caráter educativo, a Aneel divulgou, mês a mês, as bandeiras tarifárias que estariam em funcionamento nesse período. Além disso, as distribuidoras de energia comunicaram, na conta de energia, a aplicação das bandeiras para suas regiões”, completa o órgão.

Entenda as cores da bandeira tarifária - As cores da bandeira tarifária indicam:

• Bandeira verde: condições favoráveis de geração de energia. A tarifa não sofre nenhum acréscimo;

• Bandeira amarela: condições de geração menos favoráveis. A tarifa sofre acréscimo de R$ 2,50 para cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos;

• Bandeira vermelha: condições mais custosas de geração. A tarifa sobre acréscimo de R$ 5,50 para cada 100 kWh consumidos.

Dicas de economia – Para enfrentar todos estes aumentos, resta ao consumidor economizar. Confira as dicas da Aneel:

Chuveiro elétrico 
- Tomar banhos mais curtos, de até cinco minutos

- Selecionar a temperatura morna no verão

- Verificar as potências no seu chuveiro e calcular o seu consumo

 

Ar condicionado
- Não deixar portas e janelas abertas em ambientes com ar condicionado

- Manter os filtros limpos

- Diminuir ao máximo o tempo de utilização do aparelho de ar condicionado

- Colocar cortinas nas janelas que recebem sol direto

 

Geladeira
- Só deixar a porta da geladeira aberta o tempo que for necessário

- Regular a temperatura interna de acordo com o manual de instruções

- Nunca colocar alimentos quentes dentro da geladeira

- Deixar espaço para ventilação na parte de trás da geladeira e não utilizá-la para secar panos

- Não forrar as prateleiras

- Descongelar a geladeira e verificar as borrachas de vedação regularmente

 

Iluminação
- Utilizar iluminação natural ou lâmpadas econômicas e apagar a luz ao sair de um cômodo; pintar o ambiente com cores claras

 

Ferro de passar
- Juntar roupas para passar de uma só vez

- Separar as roupas por tipo e começar por aquelas que exigem menor temperatura

- Nunca deixe o ferro ligado enquanto faz outra coisa

 

Aparelhos em stand-by
- Retirar os aparelhos da tomada quando possível ou durante longas ausência”.

 

(Foto: reprodução)

 

 

Este site foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada.

Permitida a reprodução apenas se citadas a fonte e autoria: www.mococa24horas.com.br

 
 
 Voltar  Topo  Imprimir
 
 
dengue1 institucional classificados2
CLASSIFICADOS
booked.net
DINHEIRO
HUMOR
BLOG