obrigado1
 
 
QUEM SOMOS | COMO ANUNCIAR | FALE CONOSCO
Destaque: 20/10 |
NOTÍCIAS
 
Descoberto planeta gêmeo da Terra
Geral - 26/07/2015

A Nasa confirmou nesta sexta-feira, 24, a descoberta de um planeta gêmeo da Terra. Em nota por meio de uma rede social, a agência aeroespacial norte-americana informou:

“Cientistas usando dados de missão Kepler da NASA confirmaram o primeiro quase do tamanho da Terra planeta em órbita na zona habitável de uma estrela parecida com o Sol . A zona habitável é a região em torno de uma estrela onde as temperaturas são apenas à direita para a água de existir em sua forma líquida.

O conceito artístico compara Terra (esquerda) para o novo planeta, chamado de Kepler- 452b , que é cerca de 60 por cento maior. A ilustração representa uma aparência possível para Kepler- 452b - os cientistas não sabem se o planeta tem oceanos e continentes como a Terra (foto).

Ambos os planetas orbitam uma estrela do tipo G2 de aproximadamente a mesma temperatura; no entanto , a estrela de hospedagem Kepler- 452b é de 6 bilhões de anos, 1.500 milhões anos mais velho do que o nosso sol. Como estrelas idade, eles se tornam maiores , mais quente e mais brilhante, como representado na ilustração. A estrela de Kepler- 452b parece um pouco maior”.

O “primo mais velho” da Terra – A jornalista Maiana Diniz, da Agência Brasil, com informações de cientistas da Nasa, fez o seguinte relato:

“A Missão Kepler, da Nasa, confirmou hoje (24) a descoberta de um planeta de dimensão próxima à da Terra e que orbita uma estrela parecida com o Sol. O Kepler-452b está localizado em uma “zona habitável”, definição dada a áreas do espaço em volta de estrelas que têm temperatura parecida com a da Terra e apresentam condições para a existência de água líquida na superfície de corpos celestes.

“Podemos pensar no Kepler-452b como um primo mais velho e maior da Terra, que traz a oportunidade de entendermos a evolução do ambiente terrestre.”, declarou ao site da Nasa o pesquisador Jon Jenkins, líder da equipe que analisa os dados da sonda Kepler, telescópio espacial usado para exploração de planetas extrassolares.

O diâmetro do Kepler-452b é 60% maior que o da Terra. A massa e a composição do planeta ainda não foram determinadas, mas as pesquisas indicam que o planeta é rochoso. A órbita do planeta em volta da estrela chamada Kepler-452, o sol do novo planeta descoberto, dura 385 dias. A estrela que o Kepler-452b orbita tem 6 bilhões de anos, 1,5 bilhão a mais que o Sol. A estrela é mais brilhante que o Sol, mas tem a mesma temperatura.

"É muito inspirador considerar que esse planeta passou 6 bilhões de anos na zona habitável de sua estrela, período mais longo que o do planeta Terra. É uma oportunidade substancial para o surgimento da vida, com todos os ingredientes e condições necessárias para que a vida exista neste planeta”, ressaltou Jenkins.

Além do Kepler-452b, os cientistas apontaram mais 11 candidatos a gêmeos da Terra, exoplanetas com diâmetro entre uma e duas vezes o terrestre e que orbitam estrelas semelhantes ao Sol em tamanho e temperatura.

O administrador do Diretório de Missões Científicas da Nasa, John Grunsfeld, lembrou que a descoberta do planeta primo da Terra ocorreu no vigésimo aniversário da descoberta que provou a existência de estrelas, que, como o Sol, também abrigavam planetas. “Esse resultado excitante significa um passo a mais na descoberta de uma Terra 2.0”, afirmou”.

 

 

(Fotos/concepções artísticas: Nasa/divulgação)

 

 

Este site foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada.

Permitida a reprodução apenas se citadas a fonte e autoria: www.mococa24horas.com.br

 
planeta_primo.jpg
 
 Voltar  Topo  Imprimir
 
 
CLASSIFICADOS
booked.net
DINHEIRO
HUMOR
BLOG