obrigado1
 
 
QUEM SOMOS | COMO ANUNCIAR | FALE CONOSCO
Destaque: 22/09 |
NOTÍCIAS
 
Saberes rurais registrados em cadernos
Região - 14/08/2015

Araraquara – Do Correspondente

O publicitário Théo Bratfisch fez entrega simbólica de um caderno do projeto "Saberes Rurais & Ruralidade" ao escritor Ignácio de Loyola Brandão (foto) que, convidado para resenhar sobre o tema, se disponibilizou para desenvolver o prefácio do material e ganhou um licor artesanal de jabuticaba produzido no distrito de Bueno de Andrada.

"Saberes Rurais & Ruralidade", projeto de estudos com iniciativa do publicitário Théo Bratfisch tem por objetivo registrar os saberes rurais do homem do campo no meio rural como bens imateriais a serem atribuídos como patrimônio ao distrito rural de Bueno de Andrada em Araraquara. Pequenos produtores rurais recebem kits com caderno e material escolar para descreverem seus conhecimentos de próprio punho e fazerem suas ilustrações. O material produzido pelos participantes do projeto, será digitalizado e incorporado ao processo de inquérito civil público junto ao IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, com acompanhamento do Ministério Público Federal, em andamento.

Além do registro da ruralidade dos modos de fazer receitas culinárias (objeto relacionado para justificativa de requerimento que se refere ao registro de comidas típicas como bens imateriais para registro de tombamento), serão coletados histórias, relatos de experiências, supertições, lendas e cantigas, a serem descritas por homens e mulheres com vivência no meio rural, incluindo àqueles com pouca escolaridade, participantes do projeto Saberes Rurais em Bueno de Andrada, que visa valorizar o trabalho do homem do campo e contribuir para o aumento de renda e principalmente compartilhar conhecimentos.

Obra de arte viva - A Câmara Municipal de Araraquara apoia a iniciativa disponibilizando o registro videográfico solicitado pelo IPHAN. “A atividade turística no meio rural possui importância além dos argumentos que giram em torno da geração de empregos e renda para o setor de serviços, com capacidade incontestável de movimentar grupos sociais e toda uma comunidade. O meio rural se torna obra de arte viva, resultante das características geográficas, dos fatos históricos e das influências culturais, onde se percebem cores, texturas, hábitos, costumes, história, memória e toda uma gama de detalhes que tornam sua paisagem muito significativa e a experiência turística muito enriquecedora, que promove a integração social entre visitantes e visitados, que formata produtos turísticos de qualidade capazes de contribuir para o desenvolvimento socioeconômico sustentável local e regional, criando-se áreas especiais e locais de interesse turístico”, explica Bratfisch.

 

 

(Foto: divulgação)

 

Este site foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada.

Permitida a reprodução apenas se citadas a fonte e autoria: www.mococa24horas.com.br

 

 
 
 Voltar  Topo  Imprimir
 
 
CLASSIFICADOS
booked.net
DINHEIRO
HUMOR
BLOG