obrigado1
 
 
QUEM SOMOS | COMO ANUNCIAR | FALE CONOSCO
Destaque: 26/08 |
NOTÍCIAS
 
Conta de energia fica mais cara em Mococa e região
Região - 11/04/2016

Desde terça-feira, 22 de março, a conta de energia elétrica dos consumidores residenciais de Mococa; Arceburgo, Monte Santo de Minas e Itamogi/MG está 4,72% mais cara; já para os consumidores industriais, a conta está mais cara 20,29%. A Agência Nacional de Energia Elétrica, a Aneel, autorizou nesta data a revisão tarifária da CPFL Mococa, empresa que atende estas cidades, e o aumento chegará com a conta de abril.

Segundo a agência, o aumento médio da tarifa de energia elétrica da CPFL Mococa ficou em 9,02%.

O aumento explicado - “A revisão reposiciona as tarifas cobradas dos consumidores após analisar os custos eficientes e os investimentos prudentes para a prestação dos serviços de distribuição de energia elétrica, em intervalo médio de quatro anos. Na revisão também são estabelecidos os limites de DEC e FEC da distribuidora para o período 2017 a 2020”, informa o órgão ao mococa24horas.com.br. O DEC “indica o número de horas que, em média, um consumidor fica sem energia elétrica durante um determinado período”; já o FEC “indica quantas vezes, em média, houve interrupção no fornecimento de energia, num determinado período.”

Boa notícia: bandeira verde em abril – Apesar da má notícia do aumento da revisão tarifária da CPFL Mococa (4,72% para os consumidores residenciais e 20,29% para os consumidores industriais) que chegará com a conta de energia elétrica de abril, a bandeira para este mês será verde, informa a Aneel, sem custo para os consumidores. “Isso significa que os consumidores deixarão de pagar a taxa extra de R$ 1,50, em média, a cada 100 quilowatts-hora (kWh) de energia consumidos”, informa a agência.

De acordo com a Aneel, “a mudança é consequência da recuperação dos reservatórios hidrelétricos e novas usinas que foram adicionadas ao sistema, o que permitiu diminuir o uso das termoelétricas – que geram energia mais cara e que voltaram a ser ligadas nos últimos dois anos com a crise hídrica e o aumento do consumo em todo País. Mas, na prática, o benefício financeiro que a bandeira verde traz é pequeno na conta de luz no final do mês – são as taxas extras que deixarão de incidir.”

Dicas de economia – Para enfrentar este aumento da revisão tarifária, resta ao consumidor economizar. Confira as dicas da Aneel:

“Chuveiro elétrico 
- Tomar banhos mais curtos, de até cinco minutos

- Selecionar a temperatura morna no verão

- Verificar as potências no seu chuveiro e calcular o seu consumo

 

Ar condicionado
- Não deixar portas e janelas abertas em ambientes com ar condicionado

- Manter os filtros limpos

- Diminuir ao máximo o tempo de utilização do aparelho de ar condicionado

- Colocar cortinas nas janelas que recebem sol direto

 

Geladeira
- Só deixar a porta da geladeira aberta o tempo que for necessário

- Regular a temperatura interna de acordo com o manual de instruções

- Nunca colocar alimentos quentes dentro da geladeira

- Deixar espaço para ventilação na parte de trás da geladeira e não utilizá-la para secar panos

- Não forrar as prateleiras

- Descongelar a geladeira e verificar as borrachas de vedação regularmente

 

Iluminação
- Utilizar iluminação natural ou lâmpadas econômicas e apagar a luz ao sair de um cômodo; pintar o ambiente com cores claras

 

Ferro de passar
- Juntar roupas para passar de uma só vez

- Separar as roupas por tipo e começar por aquelas que exigem menor temperatura

- Nunca deixe o ferro ligado enquanto faz outra coisa

 

Aparelhos em stand-by
- Retirar os aparelhos da tomada quando possível ou durante longas ausência”.

 

 

 

 

Este site foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada.

Permitida a reprodução apenas se citadas a fonte e autoria: www.mococa24horas.com.br

 
 
 Voltar  Topo  Imprimir
 
 
CLASSIFICADOS
booked.net
DINHEIRO
HUMOR
BLOG