obrigado1
 
 
QUEM SOMOS | COMO ANUNCIAR | FALE CONOSCO
Destaque: 21/01 |
NOTÍCIAS
 
ABATur aponta erros no Plano de Turismo de Araraquara
Região - 29/06/2016

Araraquara - Do Correspondente

O presidente da ABATur – Associação de Bueno de Andrada para Cultura e Turismo Rural protocolou nesta terça-feira, 28, ofício requerendo à Câmara de Vereadores de Araraquara que seja apensado ao livro do documento erratas referentes às atividades que representa e a que se destina a entidade, para atingir suas finalidades estatutárias em prol da Cultura e do Turismo Rural com referência ao Plano Diretor de Turismo de Araraquara.

No mesmo dia, em reunião prévia de pauta da Ordem do Dia, participaram da agenda reservada com o presidente da Casa de Leis, Elias Chediek, e vereadores(as), representantes da prefeitura de Araraquara, como Eneida Miranda de Toledo, coordenadora executiva municipal de Turismo e Eventos, representando a secretaria municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, por Marimar Guidorzi de Paula, o gerente do Centro de Eventos com o turismólogo contratado e o presidente do Sinhores e Comtur, José Carlos Cardozo que faria uso da Tribuna Popular, deixaram a Casa de Leis antes mesmo de dar início a Sessão Ordinária, quando foi solicitado vistas ao Plano Diretor de Turismo protocolado para aprovação parlamentar imediata, agora em tempo para apreciação de todos a quem possa interessar.

O projeto da prefeitura “pede aprovação do Plano Diretor de Turismo de Araraquara como necessidade do processo para classificação de Araraquara como Município de Interesse Turístico – MIT, conforme estabelece a Lei Estadual, como condição indispensável para a classificação turística da cidade contribuindo também para outras ações de desenvolvimento turístico em nível regional”, enquanto os projetos turísticos apresentados pela ABATur abrangem as esferas dos poderes de governo em âmbitos municipal, estadual e federal.

Indicações da ABATur – A ABATur fez pela indicação de um turismólogo contratado com recursos da iniciativa privada para assinar o projeto que foi entregue ao Executivo para providências e encaminhamento para apreciação com votação na Câmara Municipal de Araraquara, considerando que o plano diretor para o setor turístico no município, apresenta metas determinadas a serem atingidas em curto, médio e longo prazos a serem atribuídas para a próxima administração pública nos próximos dois anos até 2018, que significa receber cerca de R$ 550 mil para investimentos em projetos turísticos sugeridos para oito modalidades turísticas que Araraquara se apresenta. A ABATur requer adicionar ao Plano Diretor de Turismo, como deve ser em se tratando de um plano diretor com propostas de projetos representativos a serem mensurados para a implantação do projeto Museu da Roça em Bueno de Andrada, o projeto Trem Turístico e o projeto Turismo no Meio Rural 2016-2018 em fase de implantação através de parceria entre o Sebrae – Serviço Brasileiro de Apoio para Empresas, Senar – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, Sindicato Rural de Araraquara com apoio da Fundação Itesp – Instituto de Terras do Estado de São Paulo, dentre os parceiros no setor de turismo, para auxílio e fiscalização dos recursos a serem investidos pela prefeitura em projetos submetidos a participação popular de comunidades com integração urbano-rural.

“O que importa é o seu conteúdo criativo” - “O Plano Diretor de Turismo Municipal é condição para o credenciamento de Araraquara como MIT – Município de Interesse Turístico Paulista e o que importa é o seu conteúdo criativo”, informou o publicitário Théo Bratfisch, presidente da ABATur e conselheiro da diretoria da AMITur – Associação Brasileira dos Municípios de Interesse Cultural e Turístico como entidade de governança junto a Secretaria de Estado do Turismo. Agora, antecipadamente encapado como um livro sugere apensamentos de erratas com encarte relacionado no índice da documentação juntada ao processo para avaliação dos membros da congregação estadual de profissionais técnicos reconhecidos em suas áreas de atuação no mercado turístico e segue para finalmente ao credenciamento pela Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo sabendo que dos mais de 190 projetos apresentados até então, somente sete municípios estão aptos a receberem recursos anuais a partir de 2017.

A Câmara Municipal deverá se reunir em sessão extraordinária antes do recesso parlamentar para aprovar os ajustes recomendados ao documento em projeto de lei.

 

 

 

(Foto ilustrativa: divulgação)

 

Este site foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada.

Permitida a reprodução apenas se citadas a fonte: www.mococa24horas.com.br

 

 
 
 Voltar  Topo  Imprimir
 
 
classificados2 institucional dengue1
CLASSIFICADOS
booked.net
DINHEIRO
HUMOR
BLOG