obrigado1
 
 
QUEM SOMOS | COMO ANUNCIAR | FALE CONOSCO
Destaque: 14/12 |
NOTÍCIAS
 
Garoto morre atropelado em Mococa. Motorista é identificado
Polícia - 27/06/2017

O portal de notícias da TV Globo, g1.globo.com, G1 São Carlos e Araraquara, está informando que foi identificado nesta terça-feira, 27, o motorista que atropelou na segunda-feira, 26, o garoto Pablo Henrique dos Santos Inocêncio (foto) na rodovia SP-340, região do Jardim Primavera, em Mococa.  Segundo o portal de notícias, o motorista após o atropelamento, que causou a morte do garoto, fugiu sem prestar socorro à vítima:

“O motorista que atropelou um menino de 11 anos que estava atrás de uma pipa na segunda-feira (26), na Rodovia Prefeito José André de Lima (SP-340), foi identificado pela Polícia Civil de Mococa (SP) e diz que vai se apresentar na delegacia nesta quarta-feira (28). Ele fugiu sem prestar socorro.

O corpo de Pablo Henrique dos Santos Inocêncio foi enterrado nesta terça. A mãe dele passou mal durante o velório e foi levada ao pronto-socorro. A família e os amigos estavam inconformados. “Ele era a alegria da casa, hoje a casa está vazia”, afirmou o padrinho do menino, Carlos Roberto Moreira.

O acidente

O garoto corria atrás de uma pipa e atravessou a pista da SP-340 quando foi atropelado. Pablo brincava em uma área à margem da rodovia, ao lado do Jardim Primavera, onde ele morava. A dona de casa Lucy Balbino conta que muitas crianças brincam no local e tinha alertado o garoto sobre o risco.

“As pipas arrebentam lá no outro bairro e eles vem correndo para cá porque sempre cai aqui nos barrancos. Falei para ele não ir para lá porque é perigoso. A pipa arrebentou e ele veio correndo”, disse.

Carro apreendido

O carro que teria atropelado o menino foi apreendido durante a tarde. Segundo a Polícia Civil, o motorista disse que vai se apresentar na quarta-feira na delegacia. Ele fugiu do local do acidente sem prestar socorro.

“O inquérito seria instaurado de qualquer forma por homicídio culposo. Agora ele omitiu socorro, não comunicou a polícia. Poderia alegar justa causa para não parar, como por exemplo o risco de ser linchado, mas não comunicou e a situação dele vai ser agravada”, disse o delegado José Guilherme Torres de Camargo”.

 

 

 

 

(Fotos: Reprodução/ EPTV/G1 São Carlos e Araraquara/Divulgação)

 

Este site foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada.

 

Fonte e autoria: G1 São Carlos e Araraquara

 
reprod.jpg
 
 Voltar  Topo  Imprimir
 
 
institucional dengue1 classificados2
CLASSIFICADOS
booked.net
DINHEIRO
HUMOR
BLOG