obrigado1
 
 
QUEM SOMOS | COMO ANUNCIAR | FALE CONOSCO
Destaque: 12/12 |
NOTÍCIAS
 
Casa improvisada funciona como creche em Mococa
Cidade - 15/11/2017

O portal de notícias da TV Globo, g1.globo.com, G1 São Carlos e Araraquara, está informando nesta sexta-feira, dia 3, que pais de crianças estão denunciando transferência da creche municipal de educação infantil “Genny Raimundo” para uma casa sem estrutura em Mococa.

O fato também foi notícia no Jornal da EPTV, emissora afiliada da TV Globo na região:

"Pais denunciam a transferência de 103 crianças da Creche Municipal de Educação Infantil Genny Raimundo para uma casa sem estrutura, desde o dia 23 de outubro. O antigo local precisa de reforma, mas a prefeitura só terá a verba em 2018. Agora, a administração municipal tenta a mudança para outro prédio.

A única coisa que remete o local a um estabelecimento de ensino é uma faixa. Quem passa pela calçada consegue ver as crianças de até 3 anos e meio do lado de dentro. “A casa é boa, mas para uma família morar, não para uma escola inteira. Não tinha ventilador, bebedouro e geladeira”, disse a manicure Nataly Lima.

“É um local que não tem condições nenhuma, não tem parque, área aberta, a única é a garagem que pega sol”, reclamou a estudante Maiara da Silva.

Fotos feitas por alguns pais mostram que os banheiros não são adaptados, os quartos se transformaram em salas de aula improvisadas e o refeitório até poucos dias era na garagem.

“De tanto as mães reclamarem eles deram um jeito de colocar o refeitório lá dentro”, afirmou a dona de casa Taíres Nogueira.

“Na sala não tem cadeira, eles estão no chão, não tem sabonete para lavar a mão”, explicou a zeladora Roseli Vicente Lourenço.

Prédio antigo

A prefeitura alugou a casa pelo valor de R$ 1 mil por mês. Apesar do descontentamento dos pais, a situação deve continuar, já que prédio onde antes funcionava a escola ficou fechado o ano inteiro, pois precisa de reforma na rede elétrica e no telhado. A obra custará R$ 380 mil, mas o valor não foi previsto no orçamento no ano passado.

De acordo com o diretor do Departamento de Educação, Oswaldo Nassim, as verbas serão liberadas ano que vem, mas a obra não ficará pronta tão cedo.

“A parte de licitação leva de dois a três meses, a parte de obras de quatro a cinco meses. Se somarmos, a obra será entregue de sete a oito meses”, explicou Nassim.

Como prédio original está fechado desde o começo do ano, as crianças chegaram a ficar em um anexo de um edifício, mas um laudo do Corpo de Bombeiros comprovou que a laje cedeu sete centímetros.

“É uma escola inadequada, foi uma válvula de escape para continuarmos o ano. Se depender de nós vamos começar o ano em outro local”, disse o diretor.

Outra transferência

Em 2018 as crianças vão ter que encarar mais uma mudança. O diretor do Departamento de Educação explica que, enquanto as obras no prédio não ficarem prontas, o objetivo é desocupar um prédio da prefeitura que está alugado para uma escola particular. O local deveria ter sido desocupado em 2011.

“Iremos notificar a escola para instalarmos a escola em 2018, caso eles não saiam é uma questão jurídica que pode terminar na promotoria. Nós iremos aguardar o desfecho, não havendo a possibilidade de transferência vamos transferir as crianças para outro local”, completou Nassim".

 

 

 

(Fotos: G1 São Carlos e Araraquara/Jornal da EPTV/reprodução/divulgação)

 

Fonte e autoria da notícia: G1 São Carlos e Araraquara

 
foto6.jpg
photo22.jpg
 
 Voltar  Topo  Imprimir
 
 
institucional classificados2 dengue1
CLASSIFICADOS
booked.net
DINHEIRO
HUMOR
BLOG