obrigado1
 
 
QUEM SOMOS | COMO ANUNCIAR | FALE CONOSCO
Destaque: 20/01 |
NOTÍCIAS
 
Enfermeira de Mococa encontrada morta em Guaranésia
Polícia - 07/01/2018

A Magaiver TV – Profissão Notícia, site de notícias da cidade de Guaxupé/MG, está informando que na quinta-feira, dia 4, uma mulher foi encontrada morta em Guaranésia/MG, o corpo estava desfigurado e tinha sinais de violência. M.B.T., de 27 anos, foi preso suspeito do crime, uma vez que pegou carona com a vítima na R. Pernambuco, em Mococa, e contra ele existe um mandado de prisão. A vítima era enfermeira e usuária de drogas, segundo informações do site de notícias guaxupeano:  

“A Polícia Militar após localizar o corpo de uma mulher na cidade de Guaranésia (MG), no bairro Jequitibá, onde não foi possível fazer a identificação devido as agressões que a mesma havia sofrido, ficando com o rosto totalmente desfigurado, os policiais iniciaram rastreamento e a equipe composta pelo Cabo Elvis e Soldado Cazarini, avistaram um homem que ao ver a viatura policial tentou fugir, mas foi acompanhado e abordado, sendo identificado como M.B.T, de 27 anos, morador de Guaxupé (MG) e contra ele havia um mandado de prisão devido a crimes na cidade de São Sebastião do Paraíso (MG).

Segundo M, ele teria conhecido a mulher de nome Aline, na Rua Pernambuco, na cidade de Mococa (SP), que a mesma disse que era enfermeira na cidade paulista e que era usuária de drogas e que também fazia programa. M, afirmou que saíram de Mococa e conseguiram carona até Guaranésia e que ficaram fazendo uso de bebidas alcoólicas e depois não viu mais Aline que disse que queria usar crack e o mesmo não conseguiu encontrar a mulher durante a madrugada e não sabia onde ela estava negando ser o autor do crime. Ainda segundo ele Aline iria tentar conseguir dinheiro para comprar a droga durante a madrugada e depois ouviu dizer que teriam encontrado o corpo de uma mulher em um bairro da cidade.

Diante aos fatos e o mandado de prisão os policiais prenderam o rapaz que foi encaminhado até o presídio Guaxupé/Guaranésia. Em Mococa os policiais não conseguiram identificar os familiares de Aline. O suspeito de homicídio disse que teve relações sexuais com Aline que aparentemente tem 30 anos”. 

 

 

(Foto: Magaiver TV – Profissão Notícia/divulgação)

 

 

Este site foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada.

Permitida a reprodução apenas se citadas a fonte e autoria: www.mococa24horas.com.br

 
 
 Voltar  Topo  Imprimir
 
 
dengue1 classificados2 institucional
CLASSIFICADOS
arte2hanseniase institucional2 doacaojaneiro2
booked.net
DINHEIRO
HUMOR
BLOG