obrigado1
 
 
QUEM SOMOS | COMO ANUNCIAR | FALE CONOSCO
Destaque: 26/04 |
NOTÍCIAS
 
Fiéis comemoram São Sebastião com festa em Mococa
Cidade - 19/01/2018

Neste sábado, dia 20, Mococa festeja com feriado o Dia de São Sebastião, padroeiro do município e considerado o santo dos mártires, atletas e militares e o defensor da Igreja Católica.

Segundo a programação da Paróquia de São Sebastião, neste sábado, dia 20, às 10h00, acontece Leilão de Gado no Capoeira Leilões Rurais, em prol das obras sociais da paróquia; às 18h00 tem procissão, que percorrerá as redondezas da Igreja Matriz (foto); após haverá missa e, em seguida, a quermesse, com praça de alimentação e bingo.

Desde o início do mês, dia 5, a Paróquia de São Sebastião promove a 162ª edição da Festa de São Sebastião, que este ano tem como tema “São Sebastião: Modelo de Vida para os Cristãos”.

Além de quermesse, com praça de alimentação, leilão e bingo, a programação da Festa movimenta a comunidade e fiéis com novena a São Sebastião. Nesta quinta-feira, dia 18, às 19h00, o tema da missa na Igreja Matriz será “São Sebastião foi o defensor da justiça”, sendo celebrada pelo padre Willian; na sexta-feira, dia 19, às 19h00, o tema é “São Sebastião comprometido com o bem dos que sofrem”, com o pároco Paulo de Tarso Cominato; e no sábado, dia 20, o tema é “São Sebastião, protetor do município de Mococa”, com o pároco Paulo de Tarso Cominato.

A Festa de São Sebastião termina neste domingo, dia 21.

A história de São Sebastião – “Com pais italianos, nascidos em Milão, São Sebastião nasceu em Narbonne, na Roma Antiga. Desde jovem era muito generoso e zelou pela graça do santo batismo.

Serviu ao Império como soldado, e logo tornou-se o primeiro capitão da guarda. No Império de Diocleciano, a Igreja e os fiéis eram perseguidos por admirarem a Santíssima Trindade, diferente do imperador que adorava os deuses. São Sebastião consolava os cristãos que eram presos, mas de maneira secreta. Queria torna-se mártir.

O santo também foi apóstolo dos mártires, os que confessavam Jesus em todas as situações, renunciando à própria vida. Um apóstata denunciou-o e o imperador se sentiu traído. O santo deixou claro que o melhor que ele fazia para o Império era esse serviço: denunciar o paganismo e a injustiça. O imperador não concordou, mandou prendê-lo em um tronco e lançaram flechas sobre ele até que estivesse morto. No entanto, uma mulher aproximou e notou que São Sebastião ainda estava vivo. Ela cuidou das feridas e, após um tempo, o santo se apresentou novamente para o imperador, pedindo o bem do Império. Depois de um tempo, em 288, foi martirizado e faleceu”. (Fonte e autoria do texto: Canção Nova).

 

 

Este site foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada.

Permitida a reprodução apenas se citadas a fonte e autoria: www.mococa24horas.com.br

 
 
 Voltar  Topo  Imprimir
 
 
institucional dengue1 classificados2
CLASSIFICADOS
booked.net
DINHEIRO
HUMOR
BLOG