obrigado1
 
 
QUEM SOMOS | COMO ANUNCIAR | FALE CONOSCO
Destaque: 08/12 |
NOTÍCIAS
 
Prorrogada vacinação contra a gripe em Mococa
Cidade - 02/06/2018

Greve nacional dos caminhoneiros e baixa cobertura vacinal. Estes foram os motivos que levaram o Ministério da Saúde a prorrogar a campanha nacional de vacinação contra a gripe para até o dia 15 de junho.

Em Mococa, a campanha que imuniza a população contra três tipos do vírus “Influenza” (A [H3N2], A [H1N1] e B) continua nesta segunda-feira, dia 4, das 8h00 às 16h00, em todas as unidades básicas de saúde (Centro de Saúde Dr. José Paione; PPA; unidades básicas de saúde nos bairros Francisco Garófalo, Mocoquinha, Vila Santa Rosa, “Nenê” Pereira Lima, Santa Clara, Cohab II, Vila Lambari; e nos distritos de Igaraí e São Benedito das Areias).

O público-alvo da campanha são os idosos com idade a partir de 60 anos, trabalhadores nos serviços públicos e privados de saúde e indígenas; crianças com idade maior que 9 meses e menor que 5 anos, gestantes, puérperas com até 45 dias após o parto; pacientes diagnosticados com doenças crônicas (como asma, diabetes, doenças imunossupressoras e outras), professores, e outros (como pessoas privadas de liberdade – o que inclui adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas - e os funcionários do sistema prisional).

“Após o fim da campanha, caso haja disponibilidade de vacinas nos estados e municípios, a vacinação poderá ser ampliada para crianças de cinco a nove anos de idade e adultos de 50 a 59 anos”, informa em nota o Ministério da Saúde.

Sobre a vacina – “A vacina contra gripe é segura e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença, internações ou, até mesmo, óbitos. Ela protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no último ano no Hemisfério Sul, de acordo com determinação da OMS (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B). Neste ano, apenas a cepa da influenza A (H1N1) não foi alterada: A/Michigan/45/2015 (H1N1)pdm09; A/Singapore/INFIMH-16-0019/2016 (H3N2); e B/Phuket/3073/2013”, alerta o Ministério da Saúde.

Reação à vacina – Segundo o Ministério da Saúde, “Após a aplicação da vacina, podem ocorrer, de forma rara, dor, vermelhidão e endurecimento no local da injeção. São manifestações consideradas benignas, cujos efeitos costumam passar em 48 horas. A vacina é contraindicada para pessoas com história de reação anafilática prévia em doses anteriores ou para pessoas que tenham alergia grave relacionada a ovo de galinha e seus derivados. É importante procurar o médico para orientações.”

Prevenção da gripe – A transmissão dos vírus Influenza acontece por meio do contato com secreções das vias respiratórias, eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. Também ocorre por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com mucosas (boca, olhos, nariz). À população em geral, o Ministério da Saúde orienta a adoção de cuidados simples como medida de prevenção para evitar a doença, como: lavar as mãos várias vezes ao dia; cobrir o nariz e a boca com lenço descartável ao tossir ou espirrar; não compartilhar objetos de uso pessoal; além de evitar locais com aglomeração de pessoas.

Serviço – Sobre os locais de vacinação e o agendamento contra a gripe em idosos institucionalizados e acamados, os interessados poderão obter mais informações pelos tels.: (19) 3666-5200/3656-0444/3656-0590.

 

 

(Foto ilustrativa: reprodução)

 

 

Este site foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada.

Permitida a reprodução apenas se citadas a fonte e autoria: www.mococa24horas.com.br

 
 
 Voltar  Topo  Imprimir
 
 
CLASSIFICADOS
booked.net
DINHEIRO
HUMOR
BLOG