obrigado1
 
 
QUEM SOMOS | COMO ANUNCIAR | FALE CONOSCO
Destaque: 07/12 |
NOTÍCIAS
 
Em 2018, contratações superam demissões em Mococa
Cidade - 03/03/2019

Em 2018, foram gerados 84 novos empregos com carteira assinada em Mococa, com 5.319 admissões e 5.235 demissões, e uma variação de 0,49%, revelando que as contratações superaram as demissões no município, conforme apuração do mococa24horas.com.br junto ao Cadastro Geral de Empregos e Desempregados, o Caged, vinculado agora ao Ministério da Economia, uma vez que o presidente da República, Jair Bolsonaro/PSL, extinguiu o Ministério do Trabalho e Emprego. A variação registrada na geração de empregos em Mococa (0,49%) ficou abaixo da média nacional, que fechou 2018 com variação de 1,40%, e da média estadual, com variação de 1,24%.

Segundo os dados do Caged, os meses que registraram mais admissões em Mococa no ano passado, ou que apresentaram saldo positivo de emprego (admissões menos demissões), foram março, maio, junho, julho, agosto, setembro e novembro.

A geração de empregos com carteira assinada verificada em 2018 na comparação com 2017 pode ser considerada extremamente tímida em Mococa, já que nesse ano de forte recessão (2017) foram geradas 493 vagas de emprego, com 5.120 admissões e 4.627 demissões, e uma variação de 2,94%.

Serviços: setor teve o melhor desempenho na geração de empregos – Em 2018, o setor de Serviços foi o que teve melhor desempenho na geração de empregos com carteira assinada em Mococa, com 215 novas vagas (1.169 admissões e 954 demissões) e uma variação de 5,86%; seguido de Comércio, 98 novas vagas (1.475 admissões e 1.377 demissões), e variação de 2,42%; e Indústria, 21 novas vagas (1.086 admissões e 1.065 demissões), e variação de 0,48%.

Agropecuária: setor que mais demitiu em 2018 – Já o setor de Agropecuária, que engloba empresas de criação de aves, cultivo de laranja, cultivo de café, criação de bovinos, cultivo de cereais etc., foi o que mais demitiu em 2018, apresentando saldo negativo de -202 vagas (1.488 demissões e 1.286 admissões), e uma variação de -6,49%; seguido de Administração Pública, -31 vagas (123 demissões e 92 admissões), e variação de -2,18%; e Construção Civil, -16 vagas (219 demissões e 203 admissões), e uma variação de -4,03%.

Evolução do emprego formal na região em 2018 – Na microrregião (Mococa, São José do Rio Pardo, São João da Boa Vista e Casa Branca), a geração de emprego formal em 2018 apresentou saldo positivo em Casa Branca, São José do Rio Pardo e Mococa e negativo em São João da Boa Vista.

A geração de emprego formal verificado em Casa Branca no ano passado foi a melhor da microrregião, com saldo de 127 novas vagas (3.387 admissões e 3.260 demissões; variação de 1,95%); seguida de São José do Rio Pardo, 90 novas vagas (6.717 admissões e 6.627 demissões; variação de 0,75%); e Mococa, 84 novas vagas (5.319 admissões e 5.235 demissões; variação de 0,49%).

Já São João da Boa Vista registrou geração negativa de emprego formal em 2018, com -6 vagas (8.248 demissões e 8.242 admissões; variação de -0,03%). (25/1/2019)

 

Este site foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada.

Permitida a reprodução apenas se citadas a fonte e autoria: www.mococa24horas.com.br

 
 
 Voltar  Topo  Imprimir
 
 
CLASSIFICADOS
booked.net
DINHEIRO
HUMOR
BLOG