obrigado1
 
 
QUEM SOMOS | COMO ANUNCIAR | FALE CONOSCO
Destaque: 21/08 |
NOTÍCIAS
 
Casabranquense transforma PVC em comedouros para animais de rua
Casa Branca - 15/04/2019

O portal de notícias da TV Globo, G1.globo.com, G1 São Carlos e Araraquara, está informando nesta segunda-feira, dia 15, que um morador de Casa Branca, Marcos Silva Fiúza, está transformando cano de PVC em comedouros e bebedouros para cachorros que vivem nas ruas no município:

“Um agente socioeducativo de 36 anos transforma cano PVC em comedouros e bebedouros para cachorros que vivem nas ruas em Casa Branca (SP).

Marcos Silva Fiúza contou que sempre gostou de cachorro. A ideia de ajudar os animais de rua foi da ex-esposa, que viu algo parecido na internet e fez a sugestão.

“Primeiramente fiz um na frente de casa, aí algumas pessoas viram e gostaram. Em Casa Branca, tem muitos cachorros na rua e muitas pessoas cuidam deles, aí eu resolvi colocar a ideia em prática”, contou Fiúza.

Muitas empresas entraram em contato com o agente socioeducativo para colocar um comedouro e bebedouro em frente aos estabelecimentos. Ao menos oito kits solicitados já estão em fase de produção e instalação.

Casinha

Além de fazer o kit de comedouro e bebedouro, Fiúza está montando uma casinha para uma vizinha que cuida de dois cachorros de rua.

“Ganhei a tinta e se Deus quiser logo estará pronta. Estou fazendo semelhante a casa, personalizada, da mesma cor. Vou colocar até o número da casa”, contou.

Segundo ele, os cachorros dormem em uma lona azul na frente da casa da vizinha, que cuida deles. Ele também ajuda com ração.

“Pretendo fazer mais casinhas, mas não tenho muito tempo, pois trabalho e faço bicos para compensar minha renda. Se fosse para pegar com tempo mesmo, em três dias ficaria pronta. É um hobby que eu gosto de me dedicar”, explicou Fiúza.

Custos

Para fazer o kit de comedouro e bebedouro, é necessário um metro de cano PVC de 100 milímetros, quatro cotovelos, duas tampas, quatro abraçadeiras, oito parafusos com bucha e cola de cano. Segundo Fiúza, o valor gasto com todos esses materiais em um estabelecimento mais em conta fica em torno de R$ 70.

“Não tenho como personalizar porque fica caro, mas se a pessoa quiser é só comprar um spray que eu mesmo faço. A gente faz na cor do comércio, com fotinho de cachorro, como a pessoa preferir. O spray custa uns R$ 20”, disse.

Segundo ele, a pessoa interessada em colocar um kit em frente da casa ou de estabelecimentos precisa apenas fazer a doação do kit, a mão de obra e instalação saem de graça.

“Na verdade mesmo eu não queria nem colocar nada para os cachorros na rua. Queria que não existisse cachorro na rua, mas infelizmente existe o abandono então meu projeto é não deixar eles com fome e sempre ter alguma coisa para comer”, explicou Fiúza.

O agente socioeducativo tem quatro cães em casa. “Eu penso como se eu fosse um cachorro, já tive fome e sei como é, então me coloco no lugar deles, com fome, sem nada para comer, andando para lá e para cá, com pessoas batendo as portas na cara deles”.

De acordo com ele, os moradores gostaram da iniciativa. "Tem bastante gente pedindo, aqui em Casa Branca muitas pessoas protegem os animais. Todo mundo parabenizou”, disse ele que demora cerca de 30 minutos para produzir o kir branco ou até 2h se for personalizado.

Planos

Fiúza contou que tem planos de abrir uma Organização Não Governamental (ONG) chamada Amparo e que recentemente já abriu um Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ).

Segundo o agente socioeducativo, o gesto faz com que ele tenha vontade de lutar pelos animais. “É um prazer muito gostoso, traz paz para mim, força, me dá esperança. É uma gratidão quando vejo os cachorros e parece que eles querem me agradecer. Esse agradecimento traz paz dentro da minha alma”.

“Meu sonho é fazer um abrigo para os animais de rua, não um abrigo igual cadeia que eles ficam presos, mas um lugar maior que possam sair e correr”, disse.

Fiúza explicou que está aguardando a doação de um terreno de cinco mil metros da prefeitura, mas que o processo está em trâmite. “O projeto não está no papel, apenas na minha] cabeça, mas pretendo fazer lojinhas direcionadas para pet no abrigo e reverter o dinheiro para a ONG”, disse.

 

Por Brenda Bento, G1 São Carlos e Araraquara

Sob supervisão de Fabio Rodrigues, do G1 São Carlos e Araraquara”.

 

 

(Fotos: G1 São Carlos e Araraquara/reprodução/arquivo pessoal/divulgação)

 

Fonte e autoria da notícia: G1 São Carlos e Araraquara

 
foto02.jpg
 
 Voltar  Topo  Imprimir
 
 
CLASSIFICADOS
booked.net
DINHEIRO
HUMOR
BLOG