obrigado1
 
 
QUEM SOMOS | COMO ANUNCIAR | FALE CONOSCO
Destaque: 21/09 |
NOTÍCIAS
 
Prefeitura de Mococa distribui “Kit Vida”, com cloroquina e azitromicina
Cidade - 28/08/2020

A Prefeitura de Mococa está anunciando nesta sexta-feira, dia 31, em uma rede social, a distribuição gratuita do “Kit Vida – Kit Covid-19”, composto por hidroxocloroquina 250 mg e azitromicina 500 mg, a toda a população mocoquense mediante prescrição médica. O anúncio não especifica o foco da distribuição do “Kit Vida”, se para prevenção, se para pacientes com suspeita ou se para pacientes com confirmação de contágio da Covid-19 e estejam na fase inicial da doença, mas exige receita médica para entrega dos medicamentos.

Segundo o anúncio, para retirar os medicamentos utilizados no tratamento da Covid-19 a pessoa deverá apresentar receita médica (assinada por médico da rede pública ou particular) e retirá-los gratuitamente na Farmácia Central do município (R. Cel. José Pereira Lima, 1.175, Centro) ou em uma das seguintes unidades de saúde que contem com atendimento farmacêutico: “NAI Vila Lambari, ESF Vila Santa Rosa, NAI Cohab 2, ESF Mocoquinha, ESF Santa Clara, NAI de São Benedito das Areias e NAI de Igaraí”.

O medicamento Cloroquina recomendado para o tratamento contra a Covid-19, segundo o anúncio da Prefeitura, não é indicado por três associações médicas brasileiras, a saber: Associação de Medicina Intensiva Brasileira, Sociedade Brasileira de Infectologia e a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia. Contudo, a Associação Médica Brasileira defende que a decisão de receitar o medicamento é do médico, mesmo sem evidências científicas de sua eficácia.

Já o Ministério da Saúde, comandado interinamente pelo general do Exército, Eduardo Pazuello, sem nenhuma formação na área médica, recomenda determinada dosagem de cloroquina, hidroxicloroquina e azitromicina para cada fase da infecção da Covid-19, inclusive em casos leves.

Sobre o uso da cloroquina e hidroxicloroquina para tratamento e prevenção contra a Covid-19, a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) declararam o seguinte: “Todo país é soberano para decidir sobre seus protocolos clínicos de uso de medicamentos. Embora a hidroxicloroquina e a cloroquina sejam produtos licenciados para o tratamento de outras doenças – respectivamente, doenças autoimunes e malária –, não há evidência científica até o momento de que esses medicamentos sejam eficazes e seguros no tratamento da COVID-19”.

Íntegra – Confira a íntegra da nota da Prefeitura de Mococa veiculada em uma rede social:

“Prefeitura de Mococa fornece Cloroquina e Azitromicina gratuitamente

APENAS COM PRESCRIÇÃO MÉDICA.

O USO NÃO É OBRIGATÓRIO.

Os dois medicamentos já estão disponíveis em unidades de Saúde do município que contenham atendimento de farmácia. O fornecimento será gratuito, sempre mediante prescrição médica.

Enquanto seguem as polêmicas a respeito da eficácia da Cloroquina e da Azitromicina, a Prefeitura de Mococa decidiu liberar esses medicamentos gratuitamente à população, sempre mediante receita médica. Podem ser retirados em qualquer unidade de Saúde do município que conte com atendimento de farmácia: NAI Vila Lambari, ESF Vila Santa Rosa, NAI Cohab 2, ESF Mocoquinha, ESF Santa Clara, NAI de São Benedito das Areias e NAI de Igaraí, além da Farmácia Central do município, à rua Coronel José Pereira Lima, nº 1.175.

O Diretor interino do Departamento Municipal de Saúde, Francisco Beretta, disse que a decisão foi tomada depois de reflexões com o Prefeito, que é médico. Beretta acrescentou que “ninguém melhor que o médico para decidir sobre as terapias mais adequadas a seu paciente; decidimos, depois de muita reflexão, oferecer mais essa opção aos profissionais médicos, que são os mais próximos e qualificados para bem orientar seus pacientes, com a responsabilidade de monitorá-los quanto à eficácia, bem como quanto a eventuais efeitos colaterais”.

Os farmacêuticos da Saúde do município, Alessandro Tonolli João e Bruna Borghe, já providenciaram a distribuição dos medicamentos às farmácias das unidades mencionadas, onde os responsáveis já estão devidamente orientados quanto aos critérios para entrega da Cloroquina 250 mg e da Azitromicina 500 mg. O paciente poderá obter os medicamentos gratuitamente, mediante apresentação da respectiva receita médica, podendo ser de profissional da rede pública ou até mesmo de médico particular.

Os medicamentos, ambos administrados por via oral (comprimidos), são fornecidos pela Diretoria Regional de Saúde, órgão do Estado, e são comumente utilizados em tratamentos de algumas patologias autoimunes”. (31/7/2020)

 

 

 

(Foto: Prefeitura de Mococa/divulgação)

 

Este site foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada.

Permitida a reprodução apenas se citadas a fonte e autoria: www.mococa24horas.com.br

 
 
 Voltar  Topo  Imprimir
 
 
CLASSIFICADOS
booked.net
DINHEIRO
HUMOR
BLOG