obrigado1
 
 
QUEM SOMOS | COMO ANUNCIAR | FALE CONOSCO
Destaque: 13/12 |
NOTÍCIAS
 
Somassey entre as 250 empresas que mais crescem no País
Cidade - 30/08/2014

A revista Exame PME deste mês está divulgando o estudo “As PMEs que mais crescem no Brasil – 2014”, que traz a relação das 250 médias e pequenas empresas que mais crescem no País.

Elaborado pela Deloitte, uma das empresas mais conceituadas em consultoria e auditoria do mundo, e revista Exame PME, da Editora Abril, o estudo está em sua 9ª edição e retrata “os caminhos percorridos pelas pequenas e médias empresas em sua jornada de expansão”. A publicação se baseia na expansão da receita líquida de 2011 a 2013 de empresas sediadas no País que tiveram faturamento entre R$ 3 e 350 milhões e também nos benefícios oferecidos para promover o bem-estar e saúde de seus funcionários, “e como essas iniciativas ajudam a melhorar os negócios”.

A Casa Nasser (Somassey), de Mococa (foto), aparece neste ranking e está na 214ª posição. Segundo a publicação, a receita líquida da empresa mocoquense em 2013 foi de R$ 83,2 milhões; em 2012, 75,4 milhões; e 2011, 67 milhões. No período (2011, 2012, 2013) teve um crescimento de 24,2% e anual de 11,5%.

Na região, a empresa Santa Izabel (foto), de São João da Boa Vista, também aparece no ranking e está na posição 245ª. Em 2013, a receita líquida da empresa sanjoanense foi de R$ 98,2 milhões; em 2012, R$ 90,9 milhões; e em 2011, R$ 85,4 milhões. No período (2011, 2012, 2013) teve um crescimento de 15% e anual de 7,2%.

Referência no mercado nacional - Os organizadores do estudo informam: “O levantamento já se consolidou como referência no mercado nacional no acompanhamento do desempenho e das práticas das organizações emergentes.

O relatório traz o ranking das 250 pequenas e médias empresas que mais cresceram no País nos últimos três anos completos (2011-2013). Além disso, a publicação revela visões e tendências sobre um tema que cada vez mais ganha relevância no universo empresarial: qualidade de vida e bem-estar no ambiente de trabalho.

Com o tema “As práticas das empresas emergentes em saúde e bem-estar”, a pesquisa faz um levantamento dos benefícios que as pequenas e médias empresas oferecem a seus funcionários”.

“A trajetória de expansão das empresas emergentes do Brasil passa pela consolidação de práticas de saúde e bem-estar, que proporcionam melhor qualidade de vida aos funcionários, imagem positiva no mercado e bons resultados financeiros”, destacam os organizadores.

Perfil – O estudo fez o seguinte perfil das 250 pequenas e médias empresas que mais crescem no País:  “Predominam mais uma vez no ranking as empresas familiares, com 75% de participação. Entre os setores de atuação, destaca-se o de Serviços de Tecnologia de Informação, que responde sozinho por mais de um quarto da amostra. Apesar de serem, em grande parte, empresas novas, as emergentes do setor de tecnologia apresentam, além de vigoroso crescimento, práticas consolidadas de comunicação e gestão – muito por conta do interesse natural de parte delas em criar valor para uma eventual futura venda, fusão ou aporte de recursos, como é natural deste mercado.

São Paulo é o Estado de origem da maioria dos participantes do ranking, com 105 empresas, seguido à distância pelo Rio Grande do Sul, com 24. Os números refletem a concentração econômica e do ambiente de negócios na Região Sudeste, onde estão 58% das empresas representadas na pesquisa, e também onde foi registrado o maior crescimento da receita das empresas do ranking. A Região Sul marca presença com os seus três Estados entre os cinco com mais empresas no ranking.

A participação das empresas emergentes no comércio exterior ainda é pequena – menos de 40% declararam realizar importações ou exportações nos últimos três anos”.

Sobre a Casa Nasser –A Casa Nasser foi fundada na década de 30, em Monte Santo de Minas, Minas Gerais, em razão do espírito empreendedor do avô dos atuais proprietários, Roberto Brigagão Nasser, Paulo Alfeu Brigagão Nasser e Carlos Eduardo Brigagão Nasser.

No final da década de 40, a empresa inicia a comercialização de tratores ALLIS-CHALMERS, que naquela época, chegavam encaixotados ao Brasil e eram montados nas cidades onde iriam trabalhar, por mecânicos vindos do exterior.

Em janeiro de 1954, José Nasser e sua esposa Manuela, pais dos atuais proprietários, transferem-se para a cidade de Mococa, São Paulo, onde a Matriz da empresa está sediada até hoje.

A empresa atua, desde então, no setor agrícola e de máquinas pesadas e, em junho do ano de 1999, torna-se concessionária Massey Ferguson e passa a usar o nome fantasia Somassey. Em novembro de 1.999 inaugura filial em Passos, Minas Geraise, em 2.011, expande sua região de atuação, iniciando as atividades com filial em Alfenas, Minas Gerais. Todas as unidades da empresa estão estrategicamente bem localizadas, para atender de maneira eficiente aos clientes.

Contando com amplo portfólio de produtos, para atender as necessidades do produtor rural e, com a capacidade e qualificação dos seus colaboradores a expectativa em relação ao futuro é das mais otimistas. Hoje a empresa é considerada uma das melhores Concessionárias Massey Ferguson do país”. (Nota do Editor: informações reproduzidas do site institucional da empresa)

Sobre a Santa Izabel –Julho de 1955 o Sr. José Aparecido Fonseca, que era conhecido em Vargem Grande do Sul pelo apelido de Tota, fundou a empresa Mecânica Santa Izabel.

Por alguns anos a empresa atuou prestando manutenções e reparos em implementos agrícolas de tração animal e posteriormente os de tração motriz, naquela época a maioria dos implementos eram importados.
Em 1958 o Sr. Tota desenvolveu o primeiro arado reversível, que tornou-se sucesso pela sua performance e robustez, este desenvolvimento impulsionou a fabricação de grades e outros implementos.

Ao longo destes anos, o Sr. Tota teve vários sócios na empresa, assim como, a razão social foi alterada em várias ocasiões, destacando-se os nomes Fiasil e Imaf.

Em 1998 foi estabelecido o departamento de exportações, com bons resultados, exportando para América do Sul, América Central e África.

O Sr. Tota faleceu em 2001, a família Fonseca continuou administrando a empresa até Dezembro de 2004 quando o controle acionário foi adquirido pelos Grupos Soufer.

Completando 50 anos em 2005, a Santa Izabel pretende investir e aprimorar-se tecnologicamente, buscando a excelência no seu mercado de atuação”. (Nota do Editor: informações reproduzidas do site institucional da empresa)

 

(Fotos: divulgação)

 

Este site foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada.

Permitida a reprodução apenas se citadas a fonte e autoria: www.mococa24horas.com.br

 
Figura1.JPG
 
 Voltar  Topo  Imprimir
 
 
CLASSIFICADOS
booked.net
DINHEIRO
HUMOR
BLOG