obrigado1
 
 
QUEM SOMOS | COMO ANUNCIAR | FALE CONOSCO
Destaque: 22/09 |
NOTÍCIAS
 
Mococa e região sem risco de epidemia
Região - 19/11/2014

O mais recente Levantamento Rápido do Índice de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa), atualizado na sexta-feira, 14, revela que 135 municípios brasileiros estão em situação de risco para a ocorrência de epidemias de dengue, outros 612 em alerta e 990 cidades apresentam índice satisfatório, é o que informou nesta terça-feira, 18, o Ministério da Saúde.

Elaborado pelo Ministério da Saúde em conjunto com estados e municípios, os dados deste LIRAa foi realizado em 1.737 cidades brasileiras, entre elas Mococa, São José do Rio Pardo e São João da Boa Vista. Casa Branca não aparece neste Levantamento, mas na macrorregião, Tambaú e Ribeirão Preto aparecem como cidades em alerta para a dengue.

A pesquisa é considerada um instrumento fundamental para orientar as ações de controle da dengue, o que possibilita aos gestores locais de saúde anteciparem as ações de prevenção.

Levantamento de Mococa, São José e São João – Os municípios classificados como de risco apresentam larvas do mosquito em mais de 3,9% dos imóveis pesquisados. É considerado estado de alerta quando menos de 3,9% dos imóveis pesquisados têm larvas do mosquito, e satisfatório quando o índice está abaixo de 1% de larvas do Aedes aegypti.

Mococa, São João da Boa Vista e São José do Rio Pardo aparecem com 0,3%, 0,3% e 0,0%, respectivamente, indicando índice satisfatório e sem risco de epidemia.

262 casos de dengue em Mococa - Mococa já conta com 262 casos confirmados de dengue desde o mês de janeiro deste ano.

De acordo com dados do Centro de Vigilância Epidemiológica (SINANNET/Divisão de Zoonoses), ligado à Secretaria de Estado da Saúde (atualizados até 29 de setembro), desse total (262), 259 casos foram contraídos no próprio município, o que revela que a população mocoquense não pode relaxar e deve evitar o acúmulo de água em suas residências. Sendo que 3 casos foram contraídos fora do município, classificados como importados. 

Números da dengue na região - Pelos indicadores do Centro de Vigilância Epidemiológica (SINANNET/ Divisão de Zoonoses), ligado à Secretaria de Estado da Saúde (dados atualizados até 29/9/2014), Casa Branca ocupa a liderança em casos de dengue na microrregião (Mococa, São José do Rio Pardo, São João da Boa Vista e Casa Branca) e vive uma epidemia, com 2.137 casos autóctones (com transmissão dentro do município), todos registrados desde o mês de janeiro.

João da Boa Vista ocupa a vice-liderança (431 casos; 398 autóctones e 33 importados), seguida de Mococa (262 casos; 259 autóctones e 3 importados) e São José do Rio Pardo (43 casos; 29 autóctones e 14 importados) no mesmo período.

Sempre alerta e prevenção - Aos primeiros sintomas da dengue (febre, dor de cabeça, dores nas articulações e no fundo dos olhos), a recomendação é procurar o serviço de saúde mais próximo e não se automedicar. Quem usa remédio por conta própria pode mascarar sintomas e, com isso, dificultar o diagnóstico.

Para diminuir a proliferação do mosquito, é importante que a população verifique o adequado armazenamento de água, o acondicionamento do lixo e a eliminação de todos os recipientes sem uso que possam acumular água e virar criadouros do mosquito. Além disso, é essencial cobrar o mesmo cuidado da Prefeitura local com os ambientes públicos, como o recolhimento regular de lixo nas vias, a limpeza de terrenos baldios, praças, cemitérios e borracharias.

 

(Foto: reprodução)

 

Este site foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada.

Permitida a reprodução apenas se citadas a fonte e autoria: www.mococa24horas.com.br

 
 
 Voltar  Topo  Imprimir
 
 
CLASSIFICADOS
booked.net
DINHEIRO
HUMOR
BLOG